MENU   NOTÍCIAS  
 
 
Home
--------------------------
Palavra do presidente
--------------------------
Homologação - Rescisão
--------------------------
Doc. e procedimentos
    Homologação

--------------------------
Esportes
--------------------------
Diretoria
--------------------------
Presidência
--------------------------
Sede Social
--------------------------
Sede Recreativa
--------------------------
Colônia Praia Grande
--------------------------
Colônia de Pesca
--------------------------
Fale Conosco
--------------------------
Benefícios
--------------------------
Orientação Trabalhista
--------------------------
Fique de Olho
--------------------------
Salão de Festas
--------------------------
Banco de Imagens
--------------------------
 
 
 
Dirigentes da CNTM aprovam mais
luta na base em defesa da categoria



*Divulgação CNTM / Fotos: Paulo Segura (Box Mídia)


Realizada no dia 12 de setembro, em Praia Grande/SP, a Assembleia do Conselho de Representantes da CNTM aprovou o balanço de ações da Confederação em 2016 e a previsão orçamentária para 2018.

Depois, os presidentes das Federações filiadas à CNTM e diretores da entidade usaram a tribuna do auditório do Centro de Lazer dos Metalúrgicos de São Paulo para defender um forte trabalho junto às bases metalúrgicas, fazendo sindicalização e conquistando companheiros para a luta sindical em defesa dos direitos e interesses da classe trabalhadora.

Miguel Torres, presidente da CNTM, destacou as ações de resistência aos ataques aos direitos, a união dos sindicatos, a importância do Dieese, do Diap, da Imprensa Sindical, da memória sindical e dos jurídicos das entidades para o fortalecimento do movimento sindical contra a crise e contra os ataques aos direitos e em defesa da retomada do desenvolvimento do País e das riquezas e soberania nacional.

Uma moção de repúdio da CNTM foi aprovada contra as práticas antissindicais e demissões de dirigentes sindicais pela GM de São José dos Campos/SP, contra os acidentes e mortes da Gerdau de Ouro Branco/MG e contra a atitude da Mitsubishi de Catalão/GO de criar comissão de trabalhadores sem a participação do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão.

Foram divulgados também o 14 de Setembro Dia Nacional de Lutas, Protestos e Greves contra o fim dos direitos, do movimento Brasil Metalúrgico, a ser realizado nesta quinta, e o abaixo-assinado do FST (Fórum Sindical dos Trabalhadores) para um projeto de iniciativa popular de revogação da reforma Trabalhista.

Seminário – logo após as palestras de Marcos Verlaine, jornalista do DIAP, e de João Guilherme, consultor sindical de entidades de trabalhadores, os 250 participantes do evento (dirigentes metalúrgicos, advogados e observadores) acompanharam o trabalho “reforma Trabalhista e Sindicalismo”, com o procurador regional do trabalho da 7ª região, Gérson Marques.


 
 
EDITORIAL PRESIDÊNCIA DIRETORIA FALE CONOSCO
© 2006 Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos - Todos os direitos reservados - Design Index Studio